Top mitos do casamento

Mitos e superstições ligados ao casamento

De regras tolas a lendas urbanas, nós criamos uma lista de alguns dos top mitos do casamento mais comuns que ouvimos o tempo todo. Fique certa, você pode quebrar todos eles.

Mito: Ser uma noiva significa usar branco

Muitas noivas nos dias de hoje usam vestidos bege, marfim ou até em tons coral. Mas é perfeitamente aceitável escolher um vestido completamente diferente e optar por um vestido de uma cor que você ama. Você também pode adicionar uma pitada de cor ao seu visual de noiva, encolher um modelo com mangas coloridas, cinto ou bolero feitos de cetim.

Mito: Nomes dos pais dos noivos devem constar no convite

Tradicionalmente, uma vez que os pais da noiva pagavam pelo casamento, seus nomes eram geralmente impresso no topo do convite. Atualmente os noivos podem se sentir livre em colocar o nome de seus pais ou não em algum lugar no convite. Vocês podem falar com seus pai e se certificarem de que eles não fiquem chateados, se vocês escolherem um estilo moderno.

Mito: A noiva deve ser escoltada até o altar por um homem

Esta é uma tradição, mas é apenas mais um mito do casamento. Em primeiro lugar, não há nenhuma lei dizendo que a noiva tem que ser escoltada até o altar, e certamente não há lei que diga que ela tem que ser passada para o noivo por um homem. A tradição do casamento é que o pai da noiva a escolta até o altar, mas ela pode ser escoltada por sua mãe, um amigo ou até mesmo sozinha, a escolha é pessoal.

Mito: a aliança deve ser usada no dedo anelar da mão esquerda

A aliança é usada na mão esquerda desde os tempos romanos, que acreditavam que a veia do dedo anelar seguia direto para o coração, conhecida como a “veia do amor”. Embora agora saibamos que isso não é verdade, a tradição continua. Antes desta crença, a alinaça era usada no dedo indicador. Algumas culturas europeias usam a alinaça na mão direita, enquanto outros usam a mão esquerda para a aliança de noivado  e a direita para a aliança de casamento. Os casais têm, tradicionalmente, trocado aliança por milhares de anos como um símbolo de amor do amor eterno. Egípcios em aproximadamente 3000 aC descreveu o anel de casamento como um símbolo de “sem começo e sem fim”. Originalmente feito de cânhamo que precisava de substituição constante, e depois pelos romanos de ferro, o ouro é agora o material mais utilizado para a fabricação de alianças de casamento. Italianos foram os primeiros a usarem os diamantes, porque acreditavam que ele foi criado pelas chamas do amor.

Mito: As noivas devem usar algo velho, algo novo, algo emprestado, algo azul

Este provérbio remonta aos tempos vitorianos e a versão completa inclui um “seis centavos em seu sapato”. Na Europa, a superstição dizia que se a noiva usasse cada um dos itens, afastaria os maus espíritos.

Mito: Somente as noivas virgens podem usar véu

O véu é o símbolo da modéstia, juventude e virgindade desde os tempos antigos. A tradição de usar um véu tem outros significados. Ele remonta à época de casamentos arranjados, quando o noivo não conhecia sua noiva até o dia do casamento. Temerosos, do noivo não gostar da aparência da noiva, os pais faziam suas filhas usarem véu, que o noivo só podia levantar depois de confirmado  o compromisso e o dote havia sido pago.

Outras culturas acreditavam que o véu afastava os maus espíritos e a má sorte.

Na Grécia antiga, o véu era de cor amarela, enquanto que na Roma antiga, era vermelho. Noivas tradicionalmente usavam véus que cobriam seus corpos inteiros da cabeça aos pés como um símbolo de subserviência da mulher ao homem. Também acreditavam que o levantar do véu era um sinal de dominação masculina sobre as mulheres, e se a mulher o levantasse era sinal de  independência.

Os véus hoje podem ser encontrados nos mais diversos comprimentos. Muitas noivas hoje estão abandonando o uso do véu por fins práticos, ou porque não acreditam na necessidade de cobrir seu rosto antes da cerimônia, ou porque sentem que a tradição é antiquada. Outras opções estão disponíveis para o véu, as noivas podem optar por tiaras, pentes e flores. Se a noiva é virgem ou não, não tem nenhuma influência, embora a etiqueta diz que no segundo casamento o véu não deve ser usado.





Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *